Piloto revela sua ligação com um número nada convencional

Piloto revela sua ligação com um número nada convencional

Desde pequeno Ale Zaiczuk tem admiração por um número cercado de misticismo. Usou este número no Kart, na motovelocidade, no Marcas e atualmente, uma grande coincidência o leva a acreditar que a sorte o favorece com este numeral. Além de tudo, uma ligação com outro número utilizado pelo pai enquanto piloto também fazem parte dessa história.

Criado para facilitar a identificação dos carros, os números utilizados em carros de corridas passaram a ser usados também com outros objetivos e ganharam alguns significados. Um deles, por exemplo, é a utilização do número 1 para o atual Campeão da temporada. Ganharam espaços e tamanhos padrão. Para pilotos que têm o “número da sorte” podem significar a diferença entre a vitória e um mal resultado. E essa influência é levada a sério por pilotos, que acabam se “agarrando” neste amuleto.

A Numerologia é o estudo do significado oculto dos números e sua influência no comportamento e no destino dos indivíduos. Nem todos os pilotos utilizam a numerologia em busca de melhores resultados. Mesmo assim, a grande maioria deles têm uma história relacionada ao número, como é o caso de Ale Zaiczuk, piloto do Campeonato Paulista de Marcas LDA.

Para este material, consultamos o Numerólogo e navegador de rally Gilson Rocha, que sempre faz as consultas e adaptações aos números para que o desempenho seja potencializado. De acordo com Gilson Rocha, “Não adianta você simplesmente usar um número e achar que aquele número vai te trazer somente vitórias. O piloto tem que ter a consciência de fazer o seu papel, afinal, você modifica um número para poder melhorar os resultados”, alerta ele.

Segue o significado dos números, utilizando características que relacionadas ao automobilismo, de acordo com Gilson Rocha:

0 – Nada e o todo – intensifica o primeiro número;

1 – Age sozinho, começa tudo, abre caminhos, individualista, pioneiro;

2 – Cooperativo, paciente, atencioso, respeitador;

3 – Criança, comunicativo, energia, sociável;

4 – Organização, metódico, planejamento;

5 – Curioso, busca informação, marketing, repassa informações, sensual, boa vida, (bebum);

6 – Vínculo do amor, bem-estar do outro, faz tudo para os outros, acolhedor, agradável, teimoso;

7 – Oculto, fé, estudioso, professor, piloto, busca limites;

8 – Estrategista, executor, realizador, busca resultado, desportista;

9 – O mago, realização, completa os demais, carrega magia, líder.

O número 13

Ainda criança, Ale Zaiczuk sempre teve muita empatia pelo número 13. Um número cercado de mistérios, que não é utilizado em países mais supersticiosos, ou até mesmo evitado, que é sempre lembrado como o número do azar. Até no automobilismo isso ficou evidente, pois até poucos anos atrás a Fórmula 1 não usava o número 13. Mas essa lenda ou crença pode ser quebrada com alguns exemplos reais, como é o caso de Zaiczuk, que venceu várias corridas identificado com o 13.

As coincidências começam quando aparecem as comparações. Paulo Zaiczuk, Pai de Ale, também foi piloto. Correu na Velocidade na Terra, Fusca Cross e foi um dos precursores da categoria Speed 1.600, sempre utilizando o número 58. “5+8=13”, faz as contas Ale Zaiczuk.

No início de 2018, em uma conversa com o preparador Edi Silva, Ale foi convidado a participar do Campeonato Paulista de Marcas da Liga Desportiva de Automobilismo (LDA). A negociação avançou e o piloto utilizaria um carro já pronto de Edi. O Peugeot 206 estava carregado para a primeira corrida e Edi mandou uma foto do carro para o piloto, que compartilhou com a família: “quando meu pai recebeu a foto logo entrou em contato e perguntou se eu tinha percebido qual era o número do carro, um detalhe que eu não tinha visto. Quando aproximei a foto logo entendi o que ele estava querendo dizer. O número era o 112, então separo o primeiro 1 e somo os números finais: 1 (1+2)=3, então, aparece o 13 novamente. Senti a sorte naquele momento”, relata entusiasmado Ale Zaiczuk.

E realmente os resultados vieram com o Peugeot 112. Em 2018 ele terminou o campeonato em terceiro lugar com duas etapas a menos que os demais pilotos. Em 2019 é líder do certame com uma boa vantagem do segundo colocado com apenas duas etapas. Em quatro corridas já tem três primeiros lugares.

112

1 – Age sozinho, começa tudo, abre caminhos, individualista, pioneiro;

2 – Cooperativo, paciente, atencioso, respeitador;

1+1+2=4.

4 – Organização, metódico, planejamento.

Lembramos que este é apenas um material jornalístico. Independente do número, destaca Gilson Rocha, é ter confiança de que está fazendo a coisa certo, os números podem apenas potencializar seu resultado.

Para uma consulta ampla e completa, sugerimos uma consulta com o numerólogo Gilson Rocha – que entrega um relatório com em torno de 15 páginas e precisa de uma conversa de uns 40 a 50 minutos com o interessado – fone: (41) 9 9905-0515.

Alexandre Zaiczuk compete a bordo de um Peugeot 206 no Campeonato Paulista de Marcas e Pilotos, com suporte técnico da Speed Race, Patrocínio de Speed Suspensões, Militec-1 e apoio de Studio Super Training, Pro Life Suplementos, Black Iron Tattoo e Torque Studio Automotivo.

Os números são bons para Zaiczuk, que é líder do campeonato com uma vantagem de 34 pontos sobre o segundo colocado. A próxima etapa acontece de 05 a 05 de maio no Autódromo de Interlagos em São Paulo.

Calendário 2019 LDA:

  • 1ª Etapa: 07 a 09 de fevereiro
  • 2ª Etapa: 01 a 03 de março 
  • 3ª Etapa: 03 a 05 de maio 
  • 4ª Etapa: 31 de maio a 02 de junho 
  • 5ª Etapa: 12 a 14 de julho 
  • 6ª Etapa: 13 a 15 de setembro 
  • 7ª Etapa: 27 a 29 de dezembro 

Todas as provas são realizadas no Autódromo de Interlagos em São Paulo / SP.