Quem Tem Olhos de Ver Que Veja

As paisagens do rally.

Fotografar uma prova de rally exige muito empenho e vontade. Temos como fotógrafos e ou cinegrafistas chegar aos locais bons antes do primeiro carro largar.

Mesmo que você tenha um bom relacionamento com os organizadores, o que facilita muito o nosso trabalho, mas ainda assim existem restrições, pois o roteiro da prova não pode ser divulgado de antemão.

Facilita nossa vida se o roteiro deste ano for o mesmo ou parecido com ano passado, aí sim ajuda. Mas quem quer ver fotos repetidas nos mesmos pontos do ano passado? Solução?

Levantar cedo, muito cedo no dia da prova e se mandar para o trecho.

Ou ficar depois do fim da prova e aproveitar o pôr do sol.

E é neste momento que entra o título deste texto. “Quem tem olhos de ver que veja” Eu sinceramente acredito que poucas pessoas viram as imagens que fazem parte deste post.

Quer saber mais? Alguns moradores locais nunca viram essas imagens, ou pelo menos nunca as notaram, pelo menos foi o que me falaram depois.

Pensem comigo: Sempre que se passa por essas estradas se tem um objetivo, seja um morador, pessoal da organização, competidores então nem se fala. Eu mesmo estou a procura de uma curva, ou elevação, alguma coisa que justifique as minhas fotos. Então é procurando o plano de fundo para as imagens que acabei aprendendo a ficar atento ao caminho, e não só ao objetivo.

 Muitas dessas fotos esperaram de um ano para outro a fim de registrar a melhor luz, o momento mágico. Em algumas até tem um competidor passando, em outras não, mas tudo bem a foto do dia está salva.

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário